Detido por falsificação de documentos e burla qualificada

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, deteve um homem por falsificação de documentos e burla qualificada após buscas que se realizaram em Guimarães, Porto e Alpendurada.

Em comunicado, a PJ refere que efectuou uma operação de combate ao tráfico de obras de arte, com a realização de três buscas domiciliárias e quatro não domiciliárias no Porto, Guimarães e Alpendurada, e que culminou com a detenção do presumível autor da prática de crimes de falsificação de documentos e burla qualificada e a apreensão de 1.183 obras de arte, algumas de autores de renome nacional e internacional.

"A detenção ocorreu no decurso de um inquérito em que se investiga um esquema de falsificação de documentos e burla qualificada, relativo a negócios na área das obras de arte, e nos quais estão em causa, pelo menos, duas galerias e duas coleções privadas, coleções estas constituídas por várias centenas de peças, sobretudo de pintura", aponta a nota.

O detido, de 55 anos, sem antecedentes criminais, vai ser presente à autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

Marcações: PJ , burla qualificada, falsificação de documentos

Imprimir Email