Pedro Pereira é Nadador-Salvador 365 dias por ano

O Dia do Salvamento, celebrado a 1 de Julho, é uma efeméride emblemática para homenagear e reconhecer o trabalho crucial dos nadadores-salvadores. Pedro Pereira, um dedicado profissional nesta área, exemplifica o compromisso e a coragem necessários para proteger vidas em situações de emergência aquática. Este dia, não apenas destaca a coragem desses profissionais que se fardam de vermelho e amarelo, como também sublinha a importância do seu trabalho em manter praias, piscinas e outros locais seguros, porque é nesta altura de calor que normalmente nos lembramos da importância destes heróis.
Licenciado em Educação Física e Desporto, possui também um mestrado em Alto Rendimento Desportivo e está quase a começar outro em Ensino de Educação Física.

A escolha de tirar um curso de Desporto decorreu de uma paixão pela área, com experiências em várias actividades, como ginásios e aulas de natação. Desde sempre, o Desporto fez parte da sua vida, algo que considera inato.

A sua jornada como nadador-salvador começou no Centro Social de Brito, onde surgiu a necessidade de ter alguém qualificado para a piscina exterior. 
A sua experiência tem sido positiva e tranquila. Trabalha diariamente das oito da manhã às três da tarde e, apesar da rotina ser, na maior parte das vezes, calma, já enfrentou alguns momentos difíceis. Felizmente, nunca houve acidentes graves dentro de água. Contudo, situações de crianças a caírem na piscina são frequentes e exigem constante vigilância. 
A vigilância é especialmente importante com crianças e adolescentes, que muitas vezes não têm consciência dos perigos. No Verão, a situação torna-se ainda mais complicada, com jovens a saltarem para a água e a caírem uns sobre os outros, criando situações potencialmente perigosas.

Entrevista completa na BIGGERmagazine de Julho!

 


Imprimir Email